sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Hoje o dia desiste de acordar. Com os olhos cheios de névoa, tremula na cama descoberto, com preguiça, como se insista em ficar deitado, tentando um sono desesperado, mesmo com os ruídos lá de fora.

Saio para a horta na ponta dos pés. A cada tropeço olho para cima, vigiando pra ver se o barulho o fez acordar. Suspiro aliviado quando o vejo virar de lado com um bocejo. Sento-me ao lado dos brotos de batata e as nuvens de mãos dadas. Observo, como se um olhar fosse suficiente, recusando-me a me mover. Meus pensamentos se perdem quando dobram a direita, logo após a estreita passagem que fiz, para que só se passe pulando num pé.

Plantei algumas sementes de baobás na casa, entre a sala e a sábia imagem presa em madeiras de oliveira, perto da parede que arranquei, e de outra, ainda lá por descuido.

Coloquei o chapéu, a barba, minhas botas de pés descalços, atravessei o quintal e me sentei num degrau, observando-o acordar, num soluço.

17 comentários:

  1. João...

    Vc escreve com maestria, uma viagem em seus textos plena de emoções imprevisíveis. Adoro estar aqui.

    Te beijo ao teu lado nos degraus...

    ResponderExcluir
  2. Não sei nem o que dizer. abraços

    ResponderExcluir
  3. "...atravessei o quintal e me sentei num degrau, observando-o acordar, num soluço."

    que privilégio! que cena!
    você toca sem ser proposital, e isso é nobre.

    abraços!

    ResponderExcluir
  4. Lindooo o texto. Você escreve perfeitamente!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Às vezes, até o dia desiste de voltar à realidade deste mundo......


    Ab

    ResponderExcluir
  6. E eu aqui acordo com essas suas belas palavras...

    Bjoss no coração :***

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigada mesmo pelo apoio.
    O que você achou do novo visual?

    beijos

    ResponderExcluir
  8. magnifico. Escreves muito bem... é realmente envolvente cada palavra dos teus textos.

    beijo

    ResponderExcluir
  9. Desculpa, sei que é super chato isso o que eu vou fazer, mas não achei outro meio para divulgar a não ser assim, afinal tu lê o que eu escrevo e deve gostar.

    Se possivel, visite por favor:
    http://rapidoeindolor.blogspot.com/
    http://diariovoador.blogspot.com/

    Muito Obrigada! beijos :D

    ResponderExcluir
  10. Uma viagem serena entre o real e o imaginativo... quando o dia insiste em não acordar.. vale nosso pensamento... vale não ao conformismo.

    Abs meu caro,






    Novo dogMa:
    acaBou II...


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. quando falam em baobá, sempre lembro do pequeno princípe...

    ResponderExcluir
  12. senti cada cena, na passo e cada suspiro daki!

    liindo, lindo mesmo!

    ResponderExcluir
  13. O real e o imáginário... prefiro mais o imaginário com ele podemos observar as maravilhas desse mundo acordando com um apreguiça poetica e maravilhosa. Lindo o texto!

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Adorei o post e adorei seu blog também =D

    E obrigada pelo comentário, suas palavras me ajudaram bastante ;)

    bjssss.

    ResponderExcluir